terça-feira, junho 15, 2010

lá no gato...

Hoje é a minha estreia no blog " O Gato da Odete". Fui convidada já há algum tempo, mas só hoje postei lá. Não é inédito o texto, mas se quiser conferir é só clicar aqui. Beijos.

19 comentários:

Úrsula Avner disse...

Oi Adriana, parabéns pela estreia. Deixei lá meu comentário. Bj.

Lou Vilela disse...

Já estive lá. =)
Bjs

Adriana Godoy disse...

Oi, Úrsula, oi Lou, obrigada pela força. beijo.

dade amorim disse...

Uma delícia de blog. Vou lá.
Beijo.

Le Vautour disse...

Você é uma fonte inesgotável de inspiração, Dri!
Adorável, como sempre.
Abração de duas asas!

Luciano disse...

Cliquei, conferi e adorei.
Sempre bom te ler, Adriana.
Bj carinhoso em ti, garota.

[ rod ] ® disse...

Perfeito como sempre. Lido e comentado como merece. Bjs moça.

Adriana Karnal disse...

Adri Godoy,Vou lá conferir, sei q tem muita gente boa la no "gato"...

Renata de Aragão Lopes disse...

Terei imenso prazer em reler!

Beijo e bom domingo,
doce de lira

Marcos Satoru Kawanami disse...

compra um relógio, que ficas com tempo; aí não perdes a hora quando eu for te encontrar em BH?

ParadoXos disse...

irei espreitar...


:-)

bjos

On The Rocks disse...

adriana,

esqueci de comentar sobre o trabalho do rafael no último post. massa!

o menino é talentoso, teve a quem puxar...

bj

sopro, vento, ventania disse...

Fui lá, deixei lá, e cá estou, para dizer, de cá, que o de lá também brilhou.
Assim como brilha você, sempre, "estrela guida".

beijos
Cynthia

sopro, vento, ventania disse...

Dri, o problema é quando se perde o sono (eu, right now).
Fui lá e reli e fiquei com tudo misturado aqui, e fiz algo a partir do seu poema, pois na verdade deu dor na garganta, de querer sair tudo, sabe como? lembrei de tantas e tantas e tantas... e recrei uma algo, dialogando com a sua menina criada lá no "Odete".
um beijo, querida, e obrigada por ser isso tudo aí, que você é.

sopro, vento, ventania disse...

Ah, farei link com seu blog lá no sol, tá? bjs

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE
ADRIANA

ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE BLADE RUUNER , CHOCOLATE, EL NAZARENO- LOVE STORY,- Y- CABALLO.

José
Ramón...

sopro, vento, ventania disse...

LInda ADriana,

SE há "alguéns" que, definitivamente, tem responsabilidade em fazer com que eu não desista de traçar as tais linhas da alma, um desses alguéns é você.
E parece que quanto mais as coisas vão me empurrando pra dentro do fora-de-mim, mais, ao ver seu texto, por exemplo, eu vejo que preciso manter-me acesa.
Criei modestamente uma homenagem para você, querida.

Ouso reproduzí-la abaixo, tá? estrela-estrelinha-que-brilha-e-faz-brilhar.

Estrela Guida

És tela
e guia.
Ao mesmo tempo
és Dria
Guida que brilha
e chia,
por dentro de nós
o melhor melhor
que há dos pós
guardados.

Lembranças antes
quietas.
Quietas?
Nunca, nunca mais
depois de ti,
Estrela
Drica.

Beijos e obrigada por ter feito acender tanto tudo aqui por dentro.

Adriana Godoy disse...

Oi, Cynthia, nem sei o que dizer...lindo o poema que fez em minha homenagem, acho que não mereço tanto...vou guardá-lo com carinho, de verdade. Fico assim, assim... Um beijão.

Talita Prates disse...

Querida,
sobre teu comentário (querido!) ao meu poema no "Maria Clara":
eu não tenho crença nenhuma.
Usei as construções com intenção irônica.

Um bjo!

Talita.