sexta-feira, agosto 28, 2009

descoberta



aqui agora no alto da montanha
vêem-se somente matos, flores vermelhas
aranhas exóticas, insetos camuflados

não há nada perturbador
as coisas estão como devem estar
pode aparecer uma nuvem negra
pode chover, pode trovejar
mas o poder está justamente nisso
a imutabilidade mutável do universo

e você ali parado olhando
querendo compreender e encaixar fórmulas
querendo descobrir o indecifrável
querendo atinar com o desatino insano
da força imensurável da natureza

e eu te olhando ali parada
querendo te decifrar
querendo descobrir o seu mistério

nesse momento, nesse segundo
somos únicos, somos iguais

a montanha testemunha
esse instante mágico
instante em que nos tornamos magos
instante em que somos infinitos

27 comentários:

José Carlos Brandão disse...

Gostei. Precisamos desses momentos mágicos, na montanha, no deserto, na noite, sem Deus, em que nos reencontramos com nós mesmos e com Deus.
Beijo.

Luciano Fraga disse...

Querida poeta,vi com outros versos essa beleza:
"Diante do infinito
Um mosquito
Em torno de um contorno
Gigante
Cada eco leva
Uma voz
Adiante

Decanta em cada canto
Um instante
De dentro do segundo
Seguinte
Que só por um momento
Será
Antes

E a montanha insiste em ficar lá
Parada
A montanha insiste em ficar lá
Para lá
Parada..."
É o verdadeiro vazio de tudo que é e que tudo comporta, magnífico, beijo.

BAR DO BARDO disse...

Uau!... sinto que alguém está a mando de outro alguém... Montanha é um símbolo e tanto - o cimo é próximo de Deus...

Eu gostei, querida Adriana!

Ai, o amor...

Seja feliz com o...

pianistaboxeador21 disse...

A montanha... O olhar... A descoberta! Às vezes fico até sem saber o que comentar. Só posso dizer que é bom. Muito bom mesmo! Ótimo!
Beijo

Adriana Karnal disse...

instante em que nos tornamos magos...nossa.adorei essa imagem,já fico viajando numa montanha e dois seres sobrevoando...rs,"dorei".

Lara Amaral disse...

Alguns tentam decifrar o mundo, outros, apenas a si mesmos refletidos no próximo. Gosto da sua forma de expressar o indecifrável. Beijos!

tonhOliveira disse...

DEZcoberta!
Beijos Adriana!

nina rizzi disse...

nada perturbador? infinito?
vc é a perturbadora. dessas mentes ociosas...

e, sim, sua poesia, infinita de boa...

beijo :)

Mirse Maria disse...

Que beleza de poema, Adriana!

É a exata descrição do mistério da natureza e do homem!

Só você já conduz à reflexão do cimo da montanha!

Amei!

Beijos

Mirse

Adriana Godoy disse...

JC, sua visão vai além de mim. Gostei. Beijos.

Luciano, que beleza, heim? Uns versos como esses, suas palvras, fazem o dia ficar melhor. Beijo.

Pimenta, senti uma pontinha de ciúmes(rs), bom que vc gostou. Isso sim me deixa nas nuvens. Beijo.

Daniel, suas palavras são preciosas pra mim. Obrigada. Beijo.

Xará, então, boa viagem. Palavras sempre tão acolhedoras. Beijo.

Lara, uma visão bem particular. Gostei. Beijos.

Tonho, sua nota me estimula. Uau...beijo.

Nina, nada disso. Vc é que é perturbadora. Valeu, mana! beijo

Mirse, o mistério visto sob o seu prisma torna-se encantador. Obrigada sempre por sua visita tão especial. beijo.

Moacy Cirne disse...

de
descoberta
em
descoberta,
a montanha testemunha.
com poesia.

um abraço.

Úrsula Avner disse...

Muito bonito o poema Adriana, expressivo, profundo na proposta de fazer o leitor refletir sobre o que é dito, trazendo nos versos aspectos filosóficos atraentes. Muito bom ! Bj.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adriana,

Poetisa nata, é isso que você é. O que dá pra perceber é que todas as palavras aplaudem a sua emoção.

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

Luciano Pfeifer disse...

Absolutamente belo. Obrigado pelas palavras Dri. Sempre tão bom passar por aqui.
Bj em ti, menina.

Isabel Estercita Lew disse...

Adri, consigo visualizar essa imagem de montanha, o tempo parou nesse momento único e mágico de ser e sermos infinitos.
Belo.
Beijos
Estercita

Renata de Aragão Lopes disse...

"As coisas estão como devem estar."

Há sensação de mais conforto
que essa?

Bom domingo, Dri!

Marcia Barbieri disse...

"mas o poder está justamente nisso
a imutabilidade mutável do universo" simplesmente genial.

beijos

Adriana Godoy disse...

Moacyr, muito boa sua visita e palavras. Volte sempre. bj

Úrsula, belo comentário, boa a sua visita. bj

Rebeca e Jota Cê, acompanho sua história, obrigada pelas palavras. Beijo.

Luciano, que bom que reapareceu. Obrigada a você. bj

Estercita, é bom ler seus comentários. Gosto de sua visita. beijo.

Renata, vc é uma gracinha, às vezes essa calma é necessária, traz conforto. bj

Márcia, gosto quando me visita. Volte sempre.Beijo.

anareis disse...

Querido(a) novo(a) amigo(a),estou precisando muito da ajuda de todos os amigos. estou montando uma minibiblioteca comunitária pra crianças e adolescentes na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,se voce puder me ajudar estou fazendo uma campanha de doações. pode doar qualquer quantia no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3, ou pode doar livros ,ou pode doar máquina de costura, ou pode doar retalhos, ou pode doar computador usado. se quizer fazer aguma doação entre em contato com meu email: asilvareis10@gmail.com ,eu darei o endereço de remessa. se voce não puder me ajudar com doações pode divulgar minha campanha, tenho 2 blogs no google gostaria da sua visita: Eulucinha.blogspot.com ,obrigado pela sua atenção.

Batom e poesias disse...

Captar instantes e fazer deles poesia é para poucos.

Você consegue admiravelmente.

Adorei!
Boa semana!
bjs
Rossana

Adriana Godoy disse...

Valeu, Rossana, boa a sua visita. beijo.

Priscila disse...

Ei, eu toquei na "Montanha mágica" esses dias, em um dos meus posts... quando eu afirmei que Maomé é uma lenda e que montanhas não se movem.

Adoro Adriana.

Anita Mendes disse...

"mas o poder está justamente nisso
a imutabilidade mutável do universo"


a natureza tem esse (d)efeito , tem esse misterioso sentimento de nos questionar a existência... nos faz entender que não necessitamos decifrar tudo isso que pulsa.
lindo! lindo!
beijos enormes pra ti, drika.

sopro, vento, ventania disse...

andei afastada, por conta de zilhões de coisas, mas estava com saudades de passar por aqui; saudades desse seu texto que é quase inacreditável, de tão bom que é.
bjs. Cynthia

Adriana Godoy disse...

Priscila, agradeço seu comentário. bj


Anita, vc sabe das coisas sempre. Ao seus comentários. e sua visita. beijo.

Cynthia, demorou, mas veio, ainda bem. bj

guru martins disse...

...muito
bom...

bj

Adriana Godoy disse...

Guru, bom é você. bj