sexta-feira, janeiro 22, 2016

constatações

tá bom, você me disse que eu precisava sair de casa, respirar outros ares, ficar com outras pessoas.
mas não tô conseguindo, entende?
gosto de ficar aqui com meus gatos, minha música, meus filmes.
ontem até vi pânico na floresta 5.
porra, todo mundo morre de maneira mais cruel e no final  só os bandidos escapam e felizes.
aí você me pergunta: por que eu vejo filmes como esse tipo c? eu que gosto de filmes de arte e afins?
talvez algum tipo de superação ou punição subliminar, será? de noite até sonhei com algumas cenas.
gosto de fumar sem ter ninguém me enchendo o saco.
gosto de pendurar a roupa no varal e depois ficar olhando as cores perfumadas ventando na área.
gosto de poder ouvir as músicas que me fazem viajar pra qualquer lugar de mim ou do mundo.
gosto de não atender o telefone.
gosto de não ter horário pra comer.
gosto de não ir ao médico.
gosto de ler poemas fodas e textos fodas e descobrir uma porrada de coisas que mexem com a alma.
e passear pelo facebook mas nem sempre.
gosto de andar com roupa velha e rasgada.
gosto de voltar pra casa sempre.
gosto de tomar café olhando a tarde.
aí você me disse que era depressão mas não tô triste.
até danço e canto e brinco no sol com os gatos.
vejo amigos e gosto de ficar com eles e saber que estão por perto.
gosto de me desesperar pelo meu time e gritar quando ele ganha.
gosto de tomar uns porres e só falar merda.
gosto de beijar na boca e namorar de vez em quando.
e cozinhar quando tenho vontade.
gosto do frio e de dias cinzentos.
gosto de ficar com o pessoal lá de casa e muito.
gosto de saber que meus filhos estão bem.
mas não consigo lidar com a desumanidade nunca. 
gosto de saber que ainda posso fazer o que gosto.

2 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Poema divertido e sincero.

=)

Mauro Lúcio de Paula disse...

Gosto dos seus poemas porque são histórias muito bonitas, cheias de verdades e, narradas com primor de linguagem de fazer inveja. Parabéns, menina, continua sensível, poética e afiada como uma navalha, parabéns!