sábado, fevereiro 02, 2013

por que então você tinha que falar aquilo tudo, essas coisas todas, dizer que falo pouco, bebo demais e ainda fumo nesse tempo em que tudo faz mal até aquele pedaço de pizza que comi ontem. você falou que sou essa pessoa meio esquisita, que ainda acredita que o melhor lugar é estar com amigos de verdade e rir um bocado da vida. que não ligo muito pra roupas e que só quero viver enquanto puder andar com meus pés, e ler bons livros e gostar de poesia, ouvir rock e mpb e ainda gostar de bossa nova e ir até esquina comprar pão e tomar café, andar um pouco pelas ruas da cidade e, se der sorte, ver o por-do-sol. você me disse mais um tanto de coisas e que gostava de mim, que não sabia o que faria se eu sumisse de sua vida. logo você que é todo regrado e que só come coisas meio light. logo você que vive nesse mundo cheio de tantas regras e com pessoas que vivem por dinheiro, moda e poder. o pior, cara, é que gostei do que você me falou, porque acho que ontem você me descobriu um pouco. e o beijo foi bom e a cama foi boa e talvez hoje eu saia com você de novo.

Um comentário:

Assis Freitas disse...

e que seja enquanto for,



beijo