segunda-feira, novembro 19, 2012

atroz idade

desenho: rafael godoy 


ratos cinzas e inquietos passeiam
nos porões de minha infância
acordo e vejo um sorriso meio pálido
e uma mulher quase velha no espelho
 
nas pequenas rugas escondidas sob o creme
muitas histórias esquecidas
e várias vidas ávidas por juventude
 
não tem mais corpo
não tem mais volta
mas a moça de tempos atrás
diz que ainda vale a pena



4 comentários:

Leonardo B. disse...


[em cada palavra, no mapa do corpo

o esboço da corda que vai além do tempo,
do tempo que não parte;
é!]

um imenso abraço, Adriana

Leonardo B.

Marcos Satoru Kawanami disse...

Adriana,

"A beleza, é em nós que ela existe."

de quem é este verso?

Tania regina Contreiras disse...


Ela continua a existir e caminho cheia de frescor, paralelamente...porque as vidas não passam, elas caminham bifurcadas.
Beijos,

Cristiano Marcell disse...

Belíssimos versos!!Parabéns ao desenho de Rafael Godoy