quinta-feira, julho 05, 2012

então ele disse que era deus

 
arte: rafael godoy

então ele disse que era deus
já que a partícula de deus era ele
eu disse que também era
mas quando percebi estava conversando com o diabo
que também era a partícula de deus
e pensei em pulgas e carrapatos
nas baratas e camaleões
nos rios e oceanos e nas águas de chuva
e pensei como um vírus que é também partícula de deus mata
e pensei nos homens que matam e são cruéis
e nessa humanidade quase perdida
me lembrei das melhores músicas
dos melhores filmes  livros e da poesia
pensei nos amigos nos filhos
na mãe no pai na lua de ontem
e vi que o dia era azul um dia de inverno azul
e os gatos estavam ali no sol
e vi que nada vai fazer diferença
o dia segue bonito ou desesperado
e vou pra janela fumar um pedaço de deus ou do diabo

26 comentários:

Lara Amaral disse...

Esse inferno e esse céu dentro de cada um. No fim, dá tudo na mesma...

Excelente, Dri, um poema que mexe com a gente.

Beijo.

Leonardo B. disse...

[onde uma partícula de universo,

haverá uma palavra,
dos restos de conversas entre deuses e diabos,

de ratos e homens.]

um imenso abraço, Adriana

Leonardo B.

Adriana Godoy disse...

Lara, sei que vc me entende(ou o tal e antipático eu-lírico) e entende o céu e o inferno. Gosto demais quando vem. Beijo

Adriana Godoy disse...

Leonardo B, é por aí mesmo. Grata por sua presença. Beijo

danilo disse...

adriana
esses ceus e infernos que nos habitam
e graviram entre deuses e diabos
nossos dubios pensares e duplos
pesares e alegrias
nossas dicotomias
e bipolaridades
quiça transpolaridades
é que nos fazem humanos
que cantam e cslam
que rieme choram
que matam e que vriam vidas
e que se matam:
nada importa alem de ser
o que se é
enquanto o sopro de deus
nos animar

belo seu poema
dan

Claudemir Resende disse...

Simplesmente maravilhoso!!!

Adriana Godoy disse...

Danilo, quando você me vem com esses versos, o dia fica com certeza mais azul. Beijo

Adriana Godoy disse...

Claudemir, que bom que gostou. Volte sempre.

byTONHO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
byTONHO disse...



Particu.hi.laridades!

AprenDEU-Se ou o que perDEU-Se?

Beleza GODoy!

:o)

Adriana Godoy disse...

Tonho, agora deu-s! Beijo

assis freitas disse...

eu pensei na luminosidade, da brasa ao se fazer no trago,



beijo

Adriana Godoy disse...

Assis, entendi a mensagem ou acho que entendi. Beijo

BAR DO BARDO disse...

é complicado falar sobre seus textos porque eles se repetem
na excelência

diria o mussum
"cacildis!"

Adriana Godoy disse...

Bardinho, assim fico sem graça. Beijo e um dia lindo pra você.

Luciano Fraga disse...

Um poema desse faz a diferença, genial mesmo. Se é deus, então por que não questioná-lo? Beijo minha querida poeta.

Adriana Godoy disse...

Beijo, Luciano, poeta querido!

guru martins disse...

...hahahahaha...
dependendo de
pra onde se olha...

muito boa!
bj

Adriana Godoy disse...

Guru, beijo.

Úrsula Avner disse...

Oi Dri, saudades de te ler ! Profundo poema que traz em versos mistérios da alma humana, da coisas sobrenaturais, do que está vivo dentro de cada um de nós- o bem e o mal... Muito bom ! Beijos.

Marcos Satoru Kawanami disse...

neste soprou uma brisa de jovialidade, repare bem no começo que maluquinha.

Adriana Godoy disse...

Ursula, bom te ver por aqui. Valeu demais. beijo

Adriana Godoy disse...

Marcos,hehehehehe. Gostei. Beijo

Daniela Delias disse...

Teu poema é o céu. E é o inferno. Que delícia isso...

Beijão, Adriana :)

Adriana Godoy disse...

Daniela, valeu! Beijo

Lisa Alves disse...

Essas luzes e trevas sempre nascem e morrem dentro da gente.

beijão