sexta-feira, junho 22, 2012

as tardes de outono morreram em mim

arte: rafael godoy

as tardes de outono morreram em mim
e há um longo período até a primavera
não sei se isso importa
já que tenho todos os invernos do mundo

quando me disse para olhar o céu
não pensei que fosse encontrar
nuvens gigantes carregadas de chumbo

às vezes também gosto do sol
quando vejo  meus gatos se esquentando
ou correndo atrás de suas próprias sombras

hoje talvez saia e me deleite com a noite
ou quem sabe fique  esperando 
que o céu desabe finalmente
sobre a cidade 
sobre mim

28 comentários:

Lara Amaral disse...

Não importa a estação lá fora, há sempre um inverno cá dentro.

Beijo, Dri!

Adriana Godoy disse...

É isso, Larinha! Beijo

byTONHO disse...



Parodiando a Larinha...

"há sempre um inferno cá dentro.

Que "VOZ", hein adriana?!

:o)

Adriana Godoy disse...

Ei, Tonho! Voz infernal ou hibernal...hehehe. Beijo

Adriana Karnal disse...

Adri, linda tua novo foto. O poema é meio lúgubre, mas, é inverno. Quanto ao meu poema que vc disse lá no blog que nao acha bem assim, te digo: eu nem sempre..muitas vezes escrevo o que nao sinto. a literatura nao deve ser necessariamente um poço de lamentos, se há alguma pretensao em sermos escritoras, temos que ter a prática do desapego das emoções. escrever é frio, a gente não.

Adriana Godoy disse...

Karnal, o que eu disse é que meu poema hoje é oposto ao seu hoje. Só isso. Brigada pela visita. Beijo

Mauro Lúcio de Paula disse...

Adriana,
As estações têm linguagem própria. Cabe-nos decifrar para aproveitar o que cada uma tem de melhor a oferecer. A vida é luz, calor, sombras, claridade, brilho e escuridão.

BAR DO BARDO disse...

via de regra há textos seus em que o sujeito lírico meio que se mescla ao entorno (pólis).
há poetas que fazem - sabem fazer - isso bem. considero uma ação difícil, para poucos.
você se encaixa nesse grupo.

pois.

Assis Freitas disse...

moça, me deixaste quieto e esse é o meu melhor estado de contemplação,



beijo

Adriana Godoy disse...

Mauro, é isso mesmo. Grata por suas palavras. Beijo

Adriana Godoy disse...

Bardinho, sempre a cidade paira sobre
mim, me rodeia e faz parte da minha veia poética. Gostei de sua observação. Beijo

Adriana Godoy disse...

Assis, uau! Beijo

Hercília Fernandes disse...

Lindo poema, Godoy.

Ontem, lendo os poemas do livro Maria Clara, cujo primeiro capítulo é seu, reli "O último urso branco", e agora, lendo este poema, mais uma vez se consolida, em mim, a sua fortuna artística.

Seus textos apresentam enorme sensibilidade e harmonia, evidenciam a singularidade de sua voz, que, embora hibernal, acorda-nos à vida.

Muito bom poema,
Beijos todos!

hfernandes

Leonardo B. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leonardo B. disse...

[como se a cidade e o corpo,

enquanto estação
fossem uma só!]

um imenso abraço, Adriana

Lb

Adriana Godoy disse...

HF, o que posso dizer? Só agradeço sua perce´ção e sensibilidade. Beijo

Adriana Godoy disse...

Leonardo B., valeu! Beijo

Lisa Alves disse...

Adriana sua escrita é cheia de existência, daqui sinto esse peso que está a cair. Grande beijo

Adriana Godoy disse...

Lisa, valeu! Volte sempre. Beijo

Luciano Fraga disse...

Adriana, os dias, as estações e nossas eternas tempestades interiores, magnífico, sempre. Beijo.

Adriana Godoy disse...

Luciano, brigada sempre. Beijo

byTONHO disse...



Vim 'choVER-te' e vi o que já tinha visto!

Beleza e obrigado pelas VI.sitas!

:o)

Marcos Satoru Kawanami disse...

Eu me sinto bem nos dias nublados, fiz bem em ser paulistano.
Já me adaptei ao calor de Nhandeara, mas agora no inverno é melhor.
Obrigado por corrigir meu erro de ortografia, retifiquei agora.

BjóKawanami

On The Rocks. disse...

Essa minha amiga é talento da cabeça aos pés.

;)

Bj

L. Rafael Nolli disse...

Gostaria de ter escrito isso, sinceramente. Gostei muito.

Adriana Godoy disse...

Tonho,
Marcos,
Buenas,
Nolli,


Brigada de verdade. Um beijo em cada um.

Luis Fernando disse...

"tenho todos os invernos do mundo". O Alvaro de Campos deve ter gostado desse verso, como eu gostei.

Adriana Godoy disse...

Luis Fernando, bom que tenha gostado.
Volte sempre.