segunda-feira, abril 25, 2011

hoje é aniversário dela

25/o4/2010


Hoje é o aniversário de minha mãe. 86 anos. E faz dois meses que ela está internada, se alimentando através de sonda, respirando pela máquina, sem falar, sem nunca mais falar. No entanto, seus olhos brilham e nos dizem coisas que não sabemos o que é, mas sentimos forte, muito forte.
Mamãe continua em um leito estranho de hospital e é aniversário dela. Não sei se sabe que hoje é seu dia. Talvez ela pense na família, na grande família em volta da mesa ou espalhada pela casa, os gritos das crianças, os netos, os bisnetos, a música, os risos, os abraços, o amor de cada um de seus filhos. Talvez sua festa seja em outro lugar...
Hoje é aniversário de minha mãe e não sei comemorar...não consigo comemorar. Só dizer do amor que tenho por ela pra sempre.

24 comentários:

Thaís P. disse...

Seria bom dizer que o amor basta...

O amor basta.

Thaís P. disse...

Seria bom dizer que o amor basta...

O amor basta.

(Henrique Pimenta)

Adriana Godoy disse...

Bardinho, quero acreditar nisso. Brigada. Beijo

A.S. disse...

Parabéns!!!!

Um beijinho à Mãe e outro à filha!... :))***

AL

Vinícius Paes disse...

O amor deve bastar, Adriana. Não deve?

Acho que sim. É sempre o amor que resta, então basta.

Beijo, Adriana.

nina rizzi disse...

comovente, drica. isso é o que chamo: sen-tidos tudos.

um beijo, flores pra vcs ;)

Lau Siqueira disse...

vim aqui pra não dizer nada
apenas pra deixar meu beijo
pra você e pra sua mãe

Adriana Godoy disse...

Valeu, gente! Bom receber esse carinho. Beijo.

Ninuska, jogue uma flor pra ela, viu?

Leonardo B. disse...

[dos sorrisos que nos afagam, o sorriso dos que amamos sem as condições do mundo, a nossa tão imensa prisão perpétua, tão doce o feitiço do tempo intemporal... não passa; é esse sorriso que nos sustenta e reinventa]

um imenso, melhor
um duplo e imenso abraço, Adriana

Leonardo B.

Hercília Fernandes disse...

Dri,

as palavras faltam-me... mas penso que o amor seja poderoso, imensamente maior que a dor.

Um beijo em sua mãe, minha querida. Como taurina, ela é poesia e fortaleza.

Abraço afetuoso,
H.F.

MIRZE disse...

DRI querida!

Só em ver vocês, ela fica feliz. Nada consola nesse momento único. Mas pegar e beijar-lhe as mãos faz que ela reconheça um por um.

Estou unida à você. Se precisar grite!

Beijos

Mirze

Anônimo disse...

Ai, Dri, é tão louco esse momento que passamos...um perde e ganha sem sentido, não é mesmo?

pianistaboxeador21 disse...

Ela sabe que é amada. E deve estar orgulhosa da família que ergueu.

Adolfo Payés disse...

Me gusta pasearme por tu espacio y descubrir tus escritos..


Un abrazo
Saludos fraternos..

Wania disse...

Dri


Estes momentos não são provas fáceis, mas te garanto que o amor consegue transpor a dor da cena, a frieza do ambiente e aproximar ainda mais os laços que te unem à ela.


Muita força e muita luz pra todos vocês!
Bj nas duas.

Assis Freitas disse...

força,


beijo

Úrsula Avner disse...

Oi Adriana,

posso imaginar a tristeza que lhe abate por não poder comemorar o aniversário de sua mãe com toda a família. Nessa hora, bem sei que as palavras não curam a dor, mas empatizo com você e desejo que essa situação de angústia e espera indefinida se modifique. Conte comigo para o que precisar... Bj.

Mauro Lúcio de Paula disse...

Força, minha amiga, força! É o que posso dizer numa hora tão difícil como essa. O meu coração e a minha solidariedade estarão sempre contigo, minha amiga!
Força!!

Adriana Godoy disse...

Gente, obrigada pelas palavras de carinho. São preciosas, principalmente, neste momento. É bom saber que, mesmo de longe, posso contar com vocês.

Um beijo em cada um.

nina rizzi disse...

eu joguei. e jogarei outras e outras e ostras. pras duas.

amo-a.

Luciano Fraga disse...

Adriana querida, muita força mesmo, é muito duro e dífícil a compreensão de todo este processo. O amor, incondicional amor para superar, muita paz! beijo amiga.

Cristiane disse...

A dor é inevitável.
Mas na força do amor que provavelmente sempre permeou as vossas vidas é que está o acalento.
Tenha fé em tudo que já foi sorriso, e aproveite os momentos que ainda são permitidos.
Muita paz pra você querida.
Bjos

sopro, vento, ventania disse...

FAlar de mãe, pra mim, é muito difícil. Mas imagino a sua quietude em não conseguir comemorar. Que Deus cuide bem dela e de seus sorrisos interiores. E de você, que tanto a ama.
um beijo,
Cynthia

guru martins disse...

...diga
diga
diga
diga
diga
diga...

bj