segunda-feira, outubro 15, 2007

A receita

(esse poema é do Guga, feito para mim e pro Augusto, um dos momentos mágicos em minha vida)

"Amor", ele disse, "não ouvi".
Quando se coloca a noz moscada?"
Mas ele bateu na porta errada,
como no filme: Alice
Não Mora Mais Aqui.
(Ou então como em Alice
No País das Maravilhas,
ao qual ele não tem acesso.)
"Amor, eu te peço."
Ela não disse nada
nem revelou o segredo
- tesouro oculto na ilha -
fiel ao credo e à fé
de que a receita é hereditária
em sua família.
Passa de mãe para filha
e definitivamente não é
multitudinária.
"Perguntarei à sua mãe
no seu leito de morte."
"Vai", ela disse, "e vai
precisar de muita sorte",
porque minha mãe, ai,
pálida e rouca,
quase defunta,
ao ouvir sua pergunta:
- quando se coloca a noz moscada? -
levará sua mão a boca
e dará sua última risada."
Ago - 1993

2 comentários:

Anônimo disse...

Adorei.

Louca disse...

Anonymous dessa vez sou eu, Louca.