quinta-feira, março 17, 2011

por ela


quando ela me disse um dia
que eu dormisse com os anjos
e me abençoou todas as noites
quando ela me acudiu em momentos difíceis
e me confortou com sua presença

quando eu não tinha pra onde ir
e sabia que ela estava lá...

quando eu viajava e tinha sempre na volta
a certeza de seu abraço de seu amor
de seu sorriso

tudo parecia mais fácil
ela era um porto manso e doce

agora ela está num leito estranho de cti
cheia de tubos e soros
a máquina respira por ela
mas seus olhos ainda me olham
e me dizem que está tudo certo
embora ela não fale mais
e meu coração rasgado e pobre
ainda aprenda com ela

então, penso nos anjos
e se eles existem
que velem por ela
e lhe tragam a paz








21 comentários:

Sam disse...

Por toda a minha vida!

Beleza infinda
Mais que infinita
Você está em mim
Aqui, ali...
Onde quer que seja
Aonde quer que esteja
Preciso de ti sempre junto
E junto não quer dizer perto ou longe
Mas do lado de dentro.

Mãe...
Você é mais que sonho...
Realidade se fez
E, sendo assim,
Está aqui
E por isso
Te amo
Cada vez mais
Por que?
Ah, resumindo, resumindo
Por que tem força
Medo, razão, paixão,

Você é
Minha flor e borboleta...
Tem leveza, ardor, cor e liberdade
Para estar aqui, ali, acolá....
Não me importo....
Quero só teu movimento
Quero tua vida.
Para mim?
Não!!!!!!!!
Quero para ti...
Que sempre foi, é e será
Muito mais do que eu.....


Uma mulher simplesmente extraordinária...

Uma mulher que soube, a vida inteira, equilibrar em si tantos opostos.

Soube ser mãe e amiga nas horas mais complicadas da minha vida, soube mostrar sua decepção sem me acusar.

Compreendeu cada um dos meus erros e perdoou.

Fez-me dançar e sorrir, quando alguma dor me perturbava. Aliás, ainda

continua a me fazer sorrir quando alguma dor transparece no meu olhar.

Nem sempre é forte, sabe se entregar à dor e chora em meu colo em muitas de suas noites de agonia. Não tem vergonha de pedir colo, nem de me falar de seu amor.

É ferina e machuca algumas vezes. É como um punhal. Com um olhar às vezes

fere fundo, mas sabe acariciar com o olhar mais meigo do mundo, e sabe

deixar que as nossas lágrimas se misturem numa única taça de amor.

Me chama pelo apelido dado na infância...

Faz um afago no cabelo...

A preocupação em não me deixar só em casa...

A preocupação em preparar as refeições ...

Em cuidar das coisas...

Coisas de mãe!

Mas eu cresci e ela sabe!

Muitas vezes eu chego e ela está dormindo. Entro de mansinho em seu quarto, fecho a janela, e tiro seus óculos e guardo o livro que descansa jogado na cama .... e nesse momento é como se uma janela se abrisse e eu me visse na situação oposta.

Quantas vezes, quando era criança eu fingia dormir só para sentir mais forte esse

amor. Pois era o momento em que ela vinha, fechava a janela do meu quarto, me cobria direito, ficava

me olhando por longos minutos. Eu sentia todo seu calor.

Depositava um beijo em minha testa e dizia:

- Durma com os anjos

E eu dormia, tranquila. Pois tinha certeza de que um anjo de Deus estava

comigo e muito próximo - no quarto ao lado!

Hoje eu não sei o que dizer à ela, as palavras se perdem. Perdem completamente o sentido.

São mais que escassas para dizer o que se passa em meu coração e/ou para descrevê-la.

Só posso dizer que a amo muito e rezo para que ela entenda ao menos um décimo da intensidade do que sinto....

Mas sei que entenderá quando eu a olhar.

Ela sempre entende tudo... mesmo quando finge que não quer ver!

Meu carinho e desejos de dias mais felizes, Adriana.

Adriana Godoy disse...

Nossa, que bonito o que escreveu. Me emocioneou. Obrigada pelo carinho!

byTONHO disse...



Amanhecer

"amãeéser
faz nascer
outro ser...!"

:)

Lou Vilela disse...

Lindo, Dri, apesar de triste. Dói, emociona...

Beijos

Marcia Barbieri disse...

Triste, mas muito bonito.
Beijo

pianistaboxeador21 disse...

Maravilhoso. Mãe não cabe em palavras.

Rafa disse...

O carinho de vocês me deixa mais doce. Só posso agradecer. Beijo

Rafa disse...

Onde se lê Rafa, leia-se eu.

Úrsula Avner disse...

Oi Adriana,

comovente homenagem á sua mãe, embora por um motivo triste... Lamento que a situação ainda seja crítica e espero que o quadro se reverta e ela se recupere. Mas seja qual for a vontade do Criador, espero que vc e seus irmãos sejam fortalecidos e possam viver esse momento difícil com fé e coragem. Bj.

On The Rocks disse...

minha mãe já passou por situação semelhante. quase desmaio quando a vi pela primeira vez numa uti toda intubada... já no segundo dia, consegui ficar mais um pouquinho e me "acostumei" com a situação.

quase três meses depois ela conseguiu se reabilitar e foi para um quarto ficando umas duas semanas antes de voltar para casa. hoje, ela tá bem. tô indo visitá-la em maio - se tudo der certo.

vou fazer de tudo pra ir em b.h. te ver.

forças para sua mãe, e para você também.

bj

Srtª Elis° disse...

Poxa..dizem que não e de se medir tamanho amor que se tem por mãe ou mãe por um filho.....
E nesses momentos que damos....um vão em nosso ser..tomados de amor lembramos mais e mais o que é ser filho ....
Um abraço a ti e a sua Mãe....!!
Deus te cuida!!

Suzana Martins disse...

Existem letras que não precisam de palavras, e essas letras são suas. Palavras que emocionam a alma!!

Perfeito!!!

Beijos

Rafa disse...

Gente, obrigada de coração pelas palavras de carinho!


Buenas, que bom que sua mãe recuperou! Se vier a Belô, é só comunicar!

Beijo

Adriana Godoy disse...

Bom, mais uma vez, onde se lê Rafa, leia-se eu!

Assis Freitas disse...

contemplo e me comovo convosco,

beijo

Luciano Fraga disse...

Querida amiga, sem palavras. Ontem tive com um amigo/irmão assim, num leito de hospital, também estou estraçalhado. Força, abração.

Lara Amaral disse...

Nossa, me deixou sem palavras.

Força, Dri.

Beijo e grande abraço.

Runa disse...

Tudo aquilo que recebeste de tua mãe, lhe estás retribuindo agora, porque essa é a verdadeira dimensão do Amor: dar e receber. E na vida, há sempre um tempo para dar e outro para receber.

Muita força

Runa

Milene Souto disse...

Comovente o seu poema, me deu vontade de chorar... te desejo força e coragem, beijos.

Henrique Pimenta disse...

sou imperfeito para falar
meu silêncio reza

namaste!

Renata de Aragão Lopes disse...

Que Deus as abençôe!

Lindo texto...

Beijo,
Doce de Lira