sexta-feira, abril 16, 2010

pode ser

estudo de mulher/ rafael godoy


deite aqui no meu colo
e deixe que eu te abrace mais uma vez
me dê seus lábios e seu corpo em delírio
põe uma gota de perfume na nuca
e deixe que eu te morda

pode contar as histórias que sei de cor
e cantar a música que um dia foi nossa
meus olhos vão brilhar como se fosse a primeira vez

fale que hoje a lua nasceu só pra nós dois
e que vai me cobrir quando esfriar de madrugada

se eu te der o meu amor intenso e quente como agora
talvez você fique aflito e saia
ou pode ser que goste
e ainda fique por algum tempo

não terei coragem de te dizer essas palavras
mas em algum lugar vão estar escondidas
sob o tapete nos lençóis
ou na poeira que sobe e sai pela janela









29 comentários:

Lara Amaral disse...

O jeito que demonstras os sentimentos pode até mesmo intimidar.
Adoro essa sua poesia visceral!

Beijo.

Marcelo Novaes disse...

Dri Godoy,



Já estará dito, mesmo sem palavras.







Beijo.

Henrique Pimenta disse...

vênus à luz de velas

gostei bastante

parabéns

bj

- filho show à parte

tonhOliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
tonhOliveira disse...



Cheiro
rasto
energia...

ficam!

Pode ser sim!

Vós sabeis... no VOZ, dizes!

beij♥!

Vinícius Paes disse...

O intenso gosto do medo de mostrar que gosta. Adriana, esse é o mais lindo, belo e completo poema que li por aqui, talvez de todos que eu já tenha lido. Um poema que completa tanta coisa na minha cabeça.

Lindo, lindo.
Beijo.

Úrsula Avner disse...

Muito bom o poema Adriana ! Versos com leveza e beleza poéticas e como sempre, bem ilustrados. Bj com carinho.

Mirse Maria disse...

Fui a quinta a postar e a primeira a admirar.

De longe já pressinto a VOZ em versos lindos da nossa DRI!

Maravilhoso!

Parabéns!

Beijos

Mirse

Anita Mendes disse...

creio que sentimentos guardados valem mais do que os ditos... eles um dia viram belos poemas!
Lindo! Amei de vero!
Beijocas...
Anita.

Lou Vilela disse...

Uau! Arrebatador, Dri!

Bjs

Marcos Satoru Kawanami disse...

triste

Adriana Godoy disse...

Lara,
Marcelo,
Pimenta,
Tonho,
Paes,
Úrsula,
Mirse,
Marcos,

Cada um de vocês deixou comentários especialíssimos. Guardo com carinho. Isso incentiva sempre. É bom ter vocês por aqui.
Beijos.

Luciano disse...

Adriana, de alguma forma, escreveste aqui sobre uma experiência que eu já vivi e revivi ao te ler.
Bjs minha amiga querida.

Talita Prates disse...

intensamente belo, Adriana.

Um bjo,

Talita

Ana disse...

Olá Adriana,

Incrível esse seu poema,mexeu com
meus sentimentos,tudo isso foi real pra me e como lembra pra
caramba...intenso de mais,
que bom lembrar.

É tão real...

Que beleza!

Abçs

Até mais poeta.

Ana Lgo.

Rafael Castellar das Neves disse...

Assim parece mais fácil...acho que é uma ótima forma, ótima abertura...mas dá frio na barriga ainda...difícil, né?

Muito bom o texto!

Beijos..

Danilo de Abreu Lima disse...

adriana,
amar assim, de um jeito natural, deixando que o outro se entregue ao seu colo, é uma metafora da poesia- que também se entrega e se agarra a nós- e ora foge, resoluta, sem querer pouso..
que lingua espontanea e brilhante, a suya, para demonstrarr seentimentos....
abraçaos
danilo.,

Adriana Godoy disse...

Luciano,
Talita,
Ana,
Rafael,
Danilo,


Obrigada pelos comentários tão sensíveis.
Beijos.

guru martins disse...

...ah esse
medo bobo!

bj

pianistaboxeador21 disse...

Tenho andado meio sumido. Sem vontade mesmo de pensar em literatura. desculpe não ter comentado mais. Faz parte, uma hora isso passa. lá no meu blog é a capa do meu livro que editei de maneira independente.

beijo procê

Carlota Joaquina disse...

Já gostei e amei vários escritos seus, mas esse aq, acho q supera todos...não sei, mas creio q sim, esse supera todos!
bjão grande

A.S. disse...

Adriana,

Um poema intenso e sensual...

Lindoooooo....


Beijos
AL

Wania disse...

Dri

Pode ser...tudo isso, mas o sentimento vai sempre estar ali, escondido em algum lugar, independente de qualquer palavra dita!


Bela poesia!
Bjs

Anônimo disse...

This will astonish you!
Please see before you judge!

ZEITGEIST: ADDENDUM

http://www.zeitgeistmovie.com/

Money as debt

http://www.youtube.com/watch?v=vVkFb26u9g8

project camelot magnetic motor

http://www.youtube.com/watch?v=hkgyY47duCM

Importante please pass forward

José Carlos Brandão disse...

Adriana, gostei. Uma mulher carregada de sensibilidade. E leveza.
Beijo.

Adriana Karnal disse...

Adriana,
vc arrasou na sensualidade...

sopro, vento, ventania disse...

Adriana, saudades de você e de seus textos. Ausente estava eu, também, e acho que continuarei assim, como a maré, indo e vindo.
Mas a primeira visita, desta feita, é sua, pela saudade, por tudo o que você representa na construção do meu eu-lírico (antes que ele se afogue de vez).
"Na poeira que sobe e sai pela janela", lindo o texto, na forma, na voz, na sua voz.
Um beijo querida, e espero que tudo esteja bem.
Parabéns, sempre e também, ao Rafael pela bela figura.

Ianê Mello disse...

Adriana,

concordo coma Lara...visceral.

Muito bela e intensa.

Pena que a intensidade expressa traz medo a certos corações.

Bjs.

PS: Convido-a a visitar meu recanto.

Le Vautour disse...

Uaaaauu, que coisa ma-ra-vi-lho-sa! Uma dor e uma poesia, um perder-se depois de encontrar-se que me arrepiaram do cucuruto até a alma, lá no fundão mesmo.
Abração de duas asas!