quinta-feira, julho 09, 2009

Tem poema meu hoje no poema dia. Beijos. Link ao lado.

15 comentários:

Isabel Estercita Lew disse...

Bom dia Adri, desculpe mas quando clico no link volta aqui, ao mesmo lugar.

Beijos

Estercita

Adriana disse...

Vou lá ver...

Priscila Lopes disse...

Todo dia é dia de Adriana Godoy.

BAR DO BARDO disse...

Vou lá.

BAR DO BARDO disse...

Já fui.

Hercília Fernandes disse...

Adorei o miúdo, Godoy.
Aprecio muito palavras desenfreadas.
Beijos :)
H.F.

Isabel Estercita Lew disse...

Adri, desculpe, entendi errado, sou meio devagar. Agora achei e adorei o galope desenfreado, forte e profundo como sempre.

Beijos
Estercita

Talita Prates disse...

Grata, Adriana! :)
Bjão!
Paz.

Anita Mendes disse...

adorei teu poema drika.
beijos pra ti.

António Gallobar disse...

Hoje não venho comentar poesia, venho antes premiar este belo blog. Para si amiga Adriana Godoy o meu primeiro selinho à sua espera no meu cantinho, com um beijinho junto.

Parabens pelo seu trabalho
Antonio Gallobar

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

O Néctar da Flor oferece um selo DIGA NÃO AO PLÁGIO! Somos originas, porque somos únicos. Cada ser um humano tem uma emoção individual. Por mais que as palavras e os pensamentos sejam parecidos, não temos o direito de pegar algo de alguém e dizer que é nosso. Não podemos trocar palavras e rasurar o sentir do próximo. Encontramos inspiração em alguém, na natureza, na vida, mas não temos o direito de copiar sentimentos. Inspiração é uma coisa, xerocar palavras alheias é outra.



Beijos jogados no ar, sempre!



[para pegar o selo clique na imagem]



-

Fred Matos disse...

Já estive lá. Gostei muito.
Beijos

L. Rafael Nolli disse...

opa, vou conferir.

Tomaz disse...

Eu li,e conforme descrição de meu amigo Felipe da Costa Marques, em seu blog SAPOIE, a minha preguiça impediu um comentáio ehehehe mas sinceramente, eu adorei !

O galope desenfrado descrito, é o que desenvolvo em meus 24 anos de vida ehehe

Beijão!

Luciano Fraga disse...

Adriana, passei por lá, adivinha só? Uma maravilha! Brilhante poeta, beijo.